Comunicação |

Notícias

Buscar notícia

Procurar

Em busca da liderança e da classificação, Náutico enfrenta o Salgueiro

18/03/2017 ás 08:00 - Sábado
Imagem

A fase do Náutico é boa e pode melhorar ainda mais. Após duas vitórias seguidas em clássicos e há cinco jogos sem perder, o Timbu pode assumir a liderança do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano, neste sábado (18), e se classificar às semifinais da competição. Para que isso aconteça e a sequência positiva seja mantida, o Náutico precisa vencer o Salgueiro, no Cornélio de Barros, às 18h30, e torcer por tropeços de Central e Belo Jardim na rodada.

O Timbu está na 2ª posição com 11 pontos, logo atrás do Carcará, líder, com 13. Portanto, o confronto desta noite é direto pela liderança isolada da competição. Mas além de subir mais um degrau, o Náutico pode se garantir na próxima fase logo neste final de semana. Apesar de o técnico Milton Cruz preferir evitar criar qualquer tipo de pressão pelo resultado com mais este objetivo.

“O importante é classificar, não sei se agora ou depois. Acho que a gente tem de dar continuidade ao trabalho, ainda estou observando os jogadores para definir a forma de jogar na próxima fase e irmos com o que temos de melhor. Que a gente possa fazer um bom resultado, mas sabemos das dificuldades do adversário e do campo. Porém, a equipe está numa crescente e podemos fazer um grande jogo”, argumentou o comandante alvirrubro.

Ainda de acordo com o treinador, a possibilidade de assumir a liderança nesta rodada não quer dizer que o Náutico está pronto para as decisões. Ainda será preciso evoluir até as semifinais para atingir o nível esperado por ele e lutar pelo título Pernambucano.

“A liderança é importante porque dá uma vantagem nas finais. Mas é muito cedo para pensar nisso, ainda faltam quatro jogos. Estamos em busca, no entanto, sabemos das dificuldades. Depois do Salgueiro teremos dois jogos em casa contra Central e Belo Jardim, e na sequência o Santa Cruz. Estamos no caminho certo e é preciso trabalhar muito até as decisões”, pontuou.

Clauber Santana / Comunicação CNC

Outras notícias