Comunicação |

Notícias

Conselho Deliberativo aprova criação de complexo olímpico em homenagem a Antônio Serrano

09/06/2020 ás 12:07 - Terça
Matheus Cunha / Comunicação CNC
Imagem

O Conselho Deliberativo do Náutico aprovou, nesta segunda-feira (8), uma importante mudança na nomenclatura do complexo que envolve as piscinas e as quadras do clube. O espaço agora irá se chamar Complexo Olímpico Antônio Serrano, uma homenagem ao ex-treinador de basquete que trabalhou por mais de 65 anos no clube.

A aprovação foi por unanimidade. A reunião foi realizada de maneira online e contou com a participação de Zenilson Serrano, filho de Antônio e atual treinador de basquete do Náutico. Ambos moraram durante muito tempo em uma casa onde fica hoje parte do estacionamento dos Aflitos.

"O que antes era chamado de esporte amador agora será esporte olímpico. É uma valorização das nossas modalidades. Comecei na escolinha de basquete do Náutico com o meu pai. Ver isso ser concretizado é de uma alegria sem igual. É a luta de uma vida inteira sendo reconhecida. Eu tenho certeza que ele tá lá em cima com aquele sorrisão aberto e muito feliz com isso", afirmou Zenilson.

Para Alexandre Carneiro, presidente do Conselho Deliberativo alvirrubro, o batismo do espaço mostra a grandeza do Náutico. Na sua visão, um grande clube precisa valorizar a sua história e reconhecer aqueles que contribuíram para o seu crescimento.

"Um clube que não relembra a sua história e não homenageia quem fez o seu passado, não é grande o suficiente. Homenageamos uma pessoa que tem serviços prestados ao clube. Isso vem num momento importante, que antecede a reinauguração da quadra, que agora também terá um tamanho olímpico", explicou. A quadra citada por Alexandre é a de futsal e basquete, que está em fase final de reformas e contará com dimensões oficiais, podendo receber competições a nível nacional de ambas as modalidades.

Antônio Serrano esteve no departamento de basquete alvirrubro entre as décadas de 1950 e 2000, se revezando nas funções de técnico e dirigente. Seus últimos títulos estaduais à frente da modalidade foram nos anos de 1994, 1995 e 1996, na categoria adulto. Ele também contribuiu na construção da cobertura da quadra, em 1978.

Outras notícias