Comunicação |

Notícias

Na raça e nos braços da torcida: Náutico vence Ituano e sobe para Série A

16/05/2020 ás 15:51 - Sábado
Matheus Cunha / Comunicação CNC
Imagem
Crédito: Ricardo Fernandes

O canal por assinatura SporTV transmitiu, neste sábado (16), a partida entre Náutico x Ituano, em 2006, que terminou com vitória alvirrubra e garantiu o acesso pernambucano à Série A de 2007. O Timbu vendeu ingressos virtuais para esse confronto e o valor arrecadado destinado ao pagamento de funcionários. Abaixo, a matéria do jogo.

Foi com garra, raça e nos braços da torcida que o Náutico voltou à Série A do Campeonato Brasileiro. Os 12 anos de hiato na elite nacional foram interrompidos no dia 18 de novembro de 2006, com uma vitória por 2x0 contra o Ituano, no estádio dos Aflitos abarrotado por 20.669 alvirrubros. Torcedores que, em um ano, viram a volta a por cima do Timbu após a fatídica Batalha dos Aflitos.

Luis Carlos Capixaba e Felipe foram os autores dos gols alvirrubros. Ambos no segundo tempo, após uma primeira etapa com os nervos a flor da pele. O Náutico dependia apenas de si para garantir o acesso. A vitória daria a volta à Série A, independentemente do placar do Paulista de Jundiai contra o Paysandu. A equipe do interior de São Paulo venceu o Papão da Curuzu por 9x0.

O Timbu começou em cima do Ituano. A equipe paulista estava no meio da tabela e sem qualquer pretensão no campeonato. Mesmo assim, fez um jogo duro, parando as jogadas e se defendendo bem. A tensão nos Aflitos foi grande. O ataque alvirurbro, sem conseguir entrar na defesa adversária, buscava finalizações de longe, mas sem sucesso.

Chegou a segunda etapa e Luis Carlos Capixaba tratou de colocar os alvirrubros na frente do marcador logo no início. Felipe recebeu na meia lua da grande área e tocou para Kuki, que entrava pelo lado esquerdo. O baixinho cruzou rasteiro para Capixaba, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo do gol aos 3 minutos.

O Náutico queria mais. E, de tanto pressionar, chegou ao segundo gol. Numa jogada semelhante, Nildo rola a bola dentro da área para Felipe. O camisa 9 vem de frente e fuzila o canto direito do goleiro: 2x0.

Com o placar garantido, foi só esperar o árbitro Antônio Hora Filho (SE) apitar o final do confronto e partir para a comemoração. A emoção tomou conta do estádio dos Aflitos. O choro, que em 2005 foi de tristeza, dessa vez foi de felicidade. Nos braços da sua torcida, o Náutico voltou para a Primeira Divisão.

"Pedi pro torcedor que viesse a campo com bons fluídos e nada de pensar no passado. Graças a Deus subimos para a Primeira Divisão", afirmou Kuki, já sem camisa, após o final do jogo.

Outra peça fundamental daquele acesso, o atacante Felipe ressaltou o trabalho feito ao longo do ano para conseguir os objetivos. "Aqueles que lutam e trabalham conseguem seus objetivos. E isso aconteceu com a gente".


Ficha técnica

Náutico 2 x 0 Ituano

Náutico - Eduardo; Sidny, Leandro, Breno e Jaime (Sérgio Manoel); Luciano, Vágner Rosa, Luís Carlos Capixaba e Nildo (Marcelo Ramos); Kuki e Felipe. Técnico: Hélio dos Anjos.

Ituano - André Luiz; Ricardo Lopes, Romildo, Erivélton e Paulo Santos; Adriano, Johnny (Rafael Tesser), Juliano e Reginaldo; Gilson (Moré) e Cris (Alberto). Técnico: José Luiz Drey.

Gols - Luís Carlos Capixaba, aos três, e Felipe, aos 24 minutos do segundo tempo.
Árbitro - Antônio Hora Filho (SE)
Cartões amarelos - Felipe, Luciano Totó, Nildo, Jhonny, Gilson, Ricardo Lopes
Renda - R$ 252.553,00
Público - 20.669 torcedores
Local - Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)

Outras notícias