Comunicação |

Notícias

Com passagens por epicentros, Kieza e Marcão reforçam cuidados com o Coronavírus

23/03/2020 ás 21:23 - Segunda
Luis Henrique Charamba / Comunicação CNC
Imagem
Crédito: Caio Falcão / Comunicação CNC

Hoje no Timbu, o atacante Kieza já atuou no futebol chinês, quando defendeu o Shanghai Shenxin, em 2014. Sendo a China o epicentro da pandemia causada pelo coronavírus, o jogador alvirrubro falou sobre a situação vivida pelos companheiros de profissão no país asiático. Quem também passou por um centro registra milhares de casos foi o goleiro Marcão, que atuou por dez anos na Itália.

“Graças a Deus eu não joguei com nenhum jogador na China que foi contaminado pelo vírus. Mas tem o Dorielton, que eu conheço e trabalhei junto. Fico muito triste, mas espero que ele fique bem o mais rápido possível, para que dê tudo certo”, contou.

Outro personagem do elenco do Náutico que jogou em um ponto crítico da pandemia é o goleiro Marcão, que por quase dez anos esteve na Itália. Apesar de lamentar a situação do país, o jogador comemorou o fato de não ter nenhum ex-companheiro infectado pelo coronavírus.

"Graças a Deus, nenhum ex-companheiro que joguei pegou essa doença, até porque eles estão se cuidando bastante. Eu venho acompanhando eles daqui. Estão todos dentro de casa, até porque a situação agravou bastante lá. Mantenho contato com alguns meninos italianos e eles dizem que a situação é bastante preocupante. É crítica, é triste e complicada", afirmou.

Diante do avanço da pandemia no Brasil, o Clube Náutico Capibaribe deixou o seu Centro de Treinamentos a disposição para o Governo de Pernambuco utilizar, caso necessário, o local no tratamento de pessoas com o coronavírus. Além disso, a sede social do Timbu é um dos pontos da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe.

Sobre as ações do Alvirrubro, Kieza falou. “O que o Náutico vem fazendo para ajudar o Estado e a população é importantíssimo. O Náutico abrir as suas portas e dar todo o suporte que for preciso mostra o crescimento do nosso clube e do nosso presidente. Fico muito feliz com isso e vale salientar que o náutico foi um dos primeiros a ter essas atitudes”, finalizou.

Outras notícias