Comunicação |

Notícias

Buscar notícia

Procurar

Niel inicia fase de transição e fica próximo de voltar a jogar

13/03/2017 ás 15:00 - Segunda
Imagem

Após quase um ano da lesão no joelho esquerdo, Niel está próximo de retornar aos gramados. Desde o dia 17 de março de 2016, quando sofreu uma ruptura do ligamento cruzado anterior, a expectativa do atleta é para voltar a jogar. E falta pouco. O volante iniciou a fase de transição com o preparador físico Adriano Souza e em até 30 dias estará à disposição do técnico Milton Cruz para atuar.

“Niel começou a transição no campo. Fazia tempo que ele não treinava no gramado por conta de uma atrofia que teve quando já estava na fase final da recuperação. Mas conseguimos equiparar as pernas e hoje estão simétricas. Realizamos a avaliação isocinética e o desequilíbrio da força que era equivalente a 30% reduziu para 14%. A previsão é de que com mais 10 ou 15 dias ele comece a ser inserido nos trabalhos com o grupo. E em até 30 dias esteja disponível para jogar”, explicou Adriano Souza.

A felicidade pela fase final de recuperação está estampada no rosto de Niel, que já é de sorriso fácil. A ansiedade para voltar logo a jogar é normal, porém, ele tem a consciência de que é preciso ter paciência nesses últimos dias para que esteja pronto para treinar com o restante do elenco.

“Ainda estou na transição e não sei o tempo certo para voltar a jogar. Mas é preciso ter calma, ir aos poucos, condicionar fisicamente para que não haja uma nova lesão. A expectativa é grande para voltar a jogar. Já vai fazer um ano da lesão e não vejo a hora de atuar novamente”, resumiu o atleta.

Apesar dos problemas durante a recuperação, que atrasou o seu retorno, Niel em nenhum momento deixou se abater. Manteve a disposição para se recuperar e o esforço é reconhecido pela comissão técnica.

“Niel é um jogador muito disciplinado, focado. Todos no clube torcem por ele aqui pela dedicação que teve durante a recuperação. A ansiedade pode interferir um pouco, mas ele está muito focado e ciente da necessidade das atividades. A lesão trouxe para ele um amadurecimento grande. É um processo delicado e é preciso fazer passo a passo os trabalhos para voltar 100%”, pontuou o preparador físico Adriano Souza.

Clauber Santana / Comunicação CNC

Outras notícias