Comunicação |

Notícias

Buscar notícia

Procurar

Náutico busca classificação na Copa do Brasil contra o Guarani de Juazeiro

15/02/2017 ás 10:30 - Quarta
Imagem

Com o novo regulamento da Copa do Brasil, a estreia na competição nacional já é uma decisão. Jogo único que vale a vaga na segunda fase. Serão 90 minutos do Náutico contra o Guarani de Juazeiro, nesta quarta-feira (15), às 21h30, no Estádio Mauro Sampaio, em Juazeiro do Norte, para buscar a classificação. Além de seguir no torneio, o Timbu garantirá uma cota de R$ 315 mil caso elimine o adversário. E por estar à frente da equipe cearense no ranking da CBF, o Alvirrubro joga com a vantagem do empate.

A Copa do Brasil é a terceira competição do Náutico na temporada e, embora tenha um formato diferente do Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste, o técnico Dado Cavalcanti não mudou a preparação da equipe. No último domingo, a equipe enfrentou o Campinense, fora de casa, e apenas três dias depois já volta a campo por outro torneio.

“Não tem muito o que mudar em relação à preparação. Desembarcamos no Recife domingo à noite, na segunda-feira fizemos um treino leve e na terça viajamos. Mas o foco está voltado para um jogo eliminatório e a classificação traz uma importância grande para o clube, principalmente no retorno financeiro”, ressaltou o técnico Dado Cavalcanti.

Mesmo com a falta de tempo para treinar entre um jogo e outro, o comandante alvirrubro não teve problemas para definir a equipe titular para a partida. Contudo, a escalação só será divulgada momentos antes de a bola rolar.

Nos preparativos para o duelo decisivo, o técnico Dado Cavalcanti passou com detalhes aos jogadores os pontos fortes do adversário. E, resumidamente, comentou as características da equipe cearense.

“O Guarani tem feito um bom Campeonato Cearense, é o vice-líder e tem o artilheiro da competição. Sabemos que é um adversário difícil e que em casa tem uma força maior. Também estamos cientes de que o campo não está nas melhores condições, mas já enfrentamos gramados ruins como em Caruaru. Esse não será o maior empecilho. O maior adversário será o Guarani. O campo é uma questão de adaptação que deveremos ter a essa condição de jogo”, finalizou.

Clauber Santana / Comunicação CNC

Outras notícias