Comunicação |

Notícias

Buscar notícia

Procurar

Tiago Alves aponta necessidade de ‘erro zero' na Copa do Brasil

14/02/2017 ás 10:08 - Terça
Imagem

O Náutico estreia na Copa do Brasil nesta quarta-feira (15), às 21h30, contra o Guarani de Juazeiro, no Estádio Mauro Sampaio. Com a mudança do regulamento da competição, a vaga na próxima fase será decidida em jogo único e o Timbu tem a vantagem do empate. Mas, apesar do benefício de jogar por dois resultados, os alvirrubros foram para Juazeiro do Norte focados em vencer e o zagueiro Tiago Alves apontou a necessidade de a equipe não cometer erros no duelo decisivo.

“Antigamente a primeira fase da Copa do Brasil era mata-mata e tinha a possibilidade de recuperar no jogo da volta. Agora, não tem mais. É preciso ter erro zero. Um jogo define a classificação e vamos fazer nosso máximo para voltar de lá com a vaga na próxima fase”, afirmou o defensor do Timbu.

A vitória, além da classificação na Copa do Brasil, será importante para o ânimo do elenco. De acordo com Tiago Alves, colocar fim na sequência de resultados negativos mudará a fase da equipe e influenciará nas outras competições.

“A gente vem numa sequência difícil, com uma oscilação que não esperávamos. Mas cabe a nós mesmos mudarmos essa situação. É uma competição eliminatória e não tem chance para erro. Temos de entrar focados, ligados e saber que a fase não é boa, porém, apenas com vitórias vamos dar a volta por cima. Consequentemente, poderemos buscar a classificação também na Copa do Nordeste e no Pernambucano”, ressaltou.

O zagueiro conhece bem o adversário e o local da partida desta quarta-feira. Entre os anos de 2008 e 2010, Tiago Alves vestiu a camisa do Icasa, rival do Guarani de Juazeiro, e pode ajudar o Timbu com informações do oponente.

“Já joguei no Icasa, que é o principal adversário do Guarani, e conheço alguns jogadores deles. Mas, independente de quem vier, temos de buscar a classificação. O campo tem dimensões grandes, parece que não está muito legal, mas é precisos se superar, encaixar nosso jogo para se classificar”, concluiu.

Clauber Santana / Comunicação CNC

Outras notícias